Controlar o estoque. Grande ou pequeno, exige um cuidado especial. E não se trata de algo totalmente operacional. É parte importantíssima de um todo e também um processo que merece a plena atenção de qualquer gestor. Afinal, controlar o estoque é fundamental para que o fluxo de caixa da empresa não represe em produtos parados ou que a empresa perca vendas e clientes pela falta de produtos.

O controle de estoque vai muito além de comprar apenas o que falta. É um exercício contínuo de planejamento, organização, logística, leitura de cenários e compreensão de demandas. Quando em pleno funcionamento e aliado a boas estratégias é uma ótima ferramenta para otimizar o retorno sobre o capital de giro.

Mas como faço o controle de estoque?

Pare um pouco diante de seus produtos expostos e estocados e pense da seguinte forma: por um lado, quando você monta o seu estoque, ele se transforma basicamente em dinheiro parado enquanto você não o vende. Por outro, quando você compra um número maior de produtos, o desconto também é maior. Nesse caso, o que é melhor fazer? Essa resposta depende de você e de como a sua empresa e seus clientes se comportam.

Durante as compras de mais produtos, é comum surgirem diversas dúvidas como essa, e encontrar essa resposta o levará ao já mencionado planejamento, organização e compreensão do contexto de mercado.

Planejamento

É difícil prever o que mais vai vender no próximo mês. Mas hoje existem diversas pesquisas de tendência de consumo sazonal, que podem ajudar bastante. Outra coisa que você pode fazer é verificar as categorias de produtos que mais venderam no mesmo mês nos anos anteriores e cruzar essas informações com as tendências de vendas pra esse ano.

O planejamento desse movimento também pressupõe estratégias, ideias e ações que reduzam a quantidade de produtos não tão novos, que podem se defasar ou sair de linha.

Deixar que produtos envelheçam no seu estoque pode trazer prejuízos e minar a saúde financeira da sua empresa. Ainda mais quando se trata de produtos de tecnologia, que se renovam com uma velocidade assustadora. Ainda sobre estes produtos, melhor do que buscar uma estratégia para não deixar produto envelhecer é saber exatamente o que está em alta. É estar atento as maiores tendências do mercado para se basear na hora de fazer as suas compras. E para isso, você pode contar com o Fujioka Distribuidor.

Organização

Nesse caso, a organização não é só física, mas também de processos administrativos. Em alguns casos, um sistema para controle é necessário, enquanto em lojas menores, planilhas já podem resolver.

Para que tudo aconteça da melhor forma, os departamentos de vendas, compras, logística e administrativo-financeiro devem trabalhar em conjunto. Só assim o controle estará sempre atualizado e sua loja preparada para a próxima venda. Se não houver todos esses departamentos, esse controle pode inclusive ser mais simplificado.

Controle

Seguindo alguns passos, você já consegue fazer com que o controle de estoque esteja em pleno funcionamento.

1. É importante ter alguém de confiança responsável por gerir todo o estoque. Assim é possível acompanhar todo o processo de saída e enviar as necessidades periódicas, sinalizando a necessidade de novas compras.

2. Crie uma lista com todos os produtos que se encontram atualmente em estoque e mantenha atualizado por todas as áreas responsáveis. Coloque também a quantidade de cada um e as datas de entrada e saída.

3. Busque o ponto de equilíbrio entre o excesso e a falta, pois ambos podem te trazer enormes prejuízos. Nesse caso, estabelecer o equilíbrio é a solução.

4. Verifique os custos de estoque e de logística para que esses valores não tenham grandes impactos no preço final do produto ou em um eventual prejuízo financeiro.

5. Lembre-se que a satisfação do cliente deve ser uma prioridade. Além de oferecer produtos de qualidade, procedência e de marcas conhecidas, atente-se para o que o seu cliente busca acompanhando as tendências. Isso evitará adquirir itens já defasados e facilitará entregar lançamentos e novidades.

6. Trate as sazonalidades de maneira especial. Um exemplo: datas com mais apelo para o público feminino demanda produtos com esse perfil. Aborde cada momentos com sua devida característica.

7. O segundo semestre tem algumas das datas mais importantes para o varejo. Dia dos Pais, Black Friday, Cyber Monday, Natal. Planeje-se para compras que possam contemplar essas datas como um todo, preparando o estoque para não perder oportunidades.

Bem, essas são algumas dicas que podem ajudar quem é lojista a otimizar sua forma de estocar. Esperamos que tenha gostado. Se quiser ver mais dicas como essa, fique ligado em nossas redes sociais e aqui no Blog Fujioka Distribuidor. Até a próxima.


voltar para posts