A maioria nunca ouviu falar de Banking as a service, mas grande parte das pessoas já foi parada em alguma loja ou supermercado com uma oferta de cartão de crédito. Muito provavelmente essas empresas possuem o serviço, que na prática significa um contrato entre elas e uma instituição financeira.

Nesse modelo de contrato, vários serviços podem passar a fazer parte do portfólio da empresa, mas tudo é processado pela instituição financeira. Presentes na lista estão do já clássico cartão de crédito às crescentes contas digitais, que podem ser usadas para realizar transferências, pagamentos, financiamentos, empréstimos e muito mais.

Por que as empresas fazem isso? A resposta é: depende. Cada negócio tem um propósito ao oferecer serviços financeiros. Pode ser por fidelização, estratégia de marketing, facilitação dos pagamentos, geração de receita ou até mesmo para ter mais dados dos clientes e gerar insights de como aprimorar o modelo de negócio. Entretanto, além das vantagens há também os desafios:

Falta de know-how

Como as empresas contratantes do serviço não atuam diretamente como instituição financeira, a falta de conhecimento sobre esse mercado pode ser um entrave. Não obstante, contratar profissionais altamente qualificados para gerir a nova área implantada pode ser a resposta para essa questão.

Regulação

Como um prestador de serviços financeiros, ainda que terceirizado e longe de várias regulações e de licenças comuns a bancos e outras instituições financeiras, o Banco Central, como entidade reguladora de todos os prestadores desse tipo de serviço, pode em intervir no negócio de alguma forma.

Aumento de custo operacional

Implantar um novo setor traz mais gastos com pessoal, infraestrutura, fornecedores, entre outras coisas. Claro que se o dinheiro for bem aplicado pode se tornar um investimento com grandes retornos financeiros ou de imagem, mas tudo isso deve ser estudado minuciosamente antes do plano ser colocado em prática.

Segurança

Outros desafios são segurança de dados e maior exposição a fraudes. Ambos problemas já são recorrentes em empresas de varejo, mas serviços que trabalham diretamente com dinheiro têm mais chances de se tornarem alvos de hackers e estelionatários.

Ainda que os desafios pareçam grandes, a implantação de serviços financeiros podem ser uma boa escolha para o seu negócio. Uma dica é contratar consultorias para avaliar o cenário e as possibilidades. Caso sua empresa opte por oferecer serviços financeiros e precise de equipamentos para a implantação, conte com os preços especiais para quem tem CNPJ no Fujioka Distribuidor.

Lembre-se que por aqui e nas nossas redes sociais tem sempre algo novo para você. Até a próxima.


voltar para posts